WOW !! MUCH LOVE ! SO WORLD PEACE !
Fond bitcoin pour l'amélioration du site: 1memzGeKS7CB3ECNkzSn2qHwxU6NZoJ8o
  Dogecoin (tips/pourboires): DCLoo9Dd4qECqpMLurdgGnaoqbftj16Nvp


Home | Publier un mémoire | Une page au hasard

 > 

Acionamento de motores de induà§à£o através de inversores de frequàªncia


par Donatien Nsiangani Ngamuba
UNILINS - Bachelor 2020
  

précédent sommaire suivant

7. PARAMETRIZAÇO

Para que o inversor funcione a contento, não basta instalá-lo corretamente. É preciso «informar» a ele em que condicaÞo de trabalho iraì operar. Essa tarefa é justamente a parametrização do inversor.

Quanto maior o número de recursos que o inversor oferece, tanto maior será o número de parâmetros disponíveis.

A parametrização acontece no IHM (interface Homem máquina). É através desse dispositivo que podemos visualizar o que está ocorrendo no inversor (display), e configurá-lo de acordo com a aplicação (teclas), Figura 28.

51

Figura 28 - Representação do IHM da WEG

52

Em um inversor há mais de 500 paramentos, a seguir serão apresentados os de leitura, que são aqueles apenas a título de acompanhamento.

PARÂMETRO 001:

Tensão nominal do motor.

Esse parâmetro existe na maioria dos inversores comerciais, lembrando que não necessariamente como P 001, serve para informarmos ao inversor qual é a tensão nominal em que o motor irá operar.

Suponha que o motor tenha tensão nominal 380 VCA. Como vamos introduzir essa informação (parâmetro) no inversor?

Tomando uma base a Figura 25 (IHM) vamos observar a sequência de «teclas». O display deveraì estar 0.0 (pois só podemos parametrizar o inversor com o motor parado).

1° passo

Acionamos a tecla P e as setas ?? para acharmos o para^metro. Ex: P e ? ateì achar o parâmetro respectivo. No nosso caso, é logo o 1 0 0 0 1

2° passo

Agora se aciona P novamente e o valor mostrado no display será o valor do parâmetro e não mais a ordem em que ele está. Ex: 0 2 2 0

3° passo

Como no exemplo a tensão desse parâmetro está em 220 VCA e nosso motor funciona com 380 VCA, acionamos P e ? ateì chegar nos 380. Ex: 0 3 8 0

4° passo

Basta acionar P novamente e o parâmetro estará programado. Cerca de 90% dos inversores comerciais funcionam com essa lógica. Todos os demais parâmetros são programados de forma análoga.

Parâmetro 002:

Frequência máxima de saída.

53

Esse parâmetro determina a velocidade máxima do motor. Parâmetro 003:

Frequência mínima de saída.

Esse parâmetro determina a velocidade mínima do motor. Parâmetro 004:

Tempo de Partida («rampa de subida»).

Esse parâmetro indica em quanto tempo deseja-se que o motor chegue á velocidade programada, estando ele parado.

Parâmetro 005:

Tempo de parada (rampa de descida).

O inversor pode produzir uma parada gradativa do motor. Essa facilidade pode ser parametrizada.

Parâmetro 006: Tipo de frenagem

Parâmetro = 1- parada por rampa

Parâmetro = 0 - parada por CC

No inversor, o para^metro 006 pode assumir dois estados: «1» ou «0». Caso esteja em 1, a parada do motor obedecerá a rampa programada no P 005. Caso esteja em 0 o motor teraì sua parada através da «injecaÞo» de corrente contiìnua em seus enrolamentos.

Em um motor CA, quando submetemos seus enrolamentos a uma tensão CC, o rotor para imediatamente, como se uma trava mecânica atuasse em seu eixo. Portanto, o projetista de máquinas deve pensar muito bem se é assim mesmo que ele deseja que a parada ocorra. Normalmente esse recurso é utilizado para cargas mecânicas pequenas (leves), e que necessitam de resposta rápida (ex: eixos das máquinas -ferramentas).

54

précédent sommaire suivant